quinta-feira, 18 de maio de 2017

Falece a Profa. Celia Maria Carolino Pires, ex-Presidente da SBEM (2001/2004)

 
E hoje o dia começa com uma notícia muito triste. A Profa. Celia Maria Carolino Pires se foi. Ela veio a Fortaleza-CE na I Jornada Cearense de Educação Matemática, em 2002, com a palestra, Trajetória da educação matemática e os seus desafios Atuais. Na época ela era presidente da SBEM... e foi uma pessoa que muito contribuiu para a criação da SBEM-CE.

Profa. Célia foi presidente da Sociedade Brasileira de Educação Matemática (2001/2004) e Presidente da Federação Iberoamericana de Educação Matemática (2003/2004). Era autora de livros didáticos e de textos para a formação docente. Recebeu a Medalha Maria Laura Mouzinho Leite Lopes da SBEM
Ela atuou como docente em Matemática na Educação Básica e como diretora de escola e supervisora de ensino na rede pública do Estado de São Paulo. Foi Professora Titular do Departamento de Matemática da PUC/SP, da Universidade Cruzeiro do Sul e colaboradora da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Desenvolveu pesquisas sobre Currículos de Matemática e Formação de professores. Recebeu o prêmio Jabuti de melhor livro didático (1994), da Câmara Brasileira do Livro. Recebeu o título de Cavaleiro da Ordem Nacional do Mérito Educativo, Ministério da Educação do Brasil (2002). Recebeu o Prêmio Capes de Teses da Área de Ensino de Ciências e Matemática, como orientadora de tese de doutorado (2006). Recebeu a Medalha Maria Laura Mouzinho Leite Lopes da SBEM e foi presidente da Sociedade Brasileira de Educação Matemática (2001/2004) e Presidente da Federação Iberoamericana de Educação Matemática (2003/2004).
(Texto retirado do Currículo Lattes)
Segue, alguns livros publicados pela Profa. Célia.



domingo, 7 de maio de 2017

Morre aos 87 anos o matemático Elon Lages Lima...


Morreu na manhã de hoje aos 87 anos, no Rio de Janeiro o mais importantes matemático e autor de livros no país, Elon Lages Lima, ex-diretor do IMPA (Instituto de Matemática Pura e Aplicada.

Segundo o site do IMPA, "Matemático de ponta, o alagoano Elon deu contribuição fundamental à literatura matemática brasileira, com mais de 40 livros, e recebeu duas vezes o Prêmio Jabuti de Ciências Exatas, da Câmara Brasileira do Livro. Ele também desempenhou o papel de mentor e inspirador de jovens matemáticos de grande destaque no país, como o ganhador da Medalha Fields Artur Avila, Carlos Gustavo Moreira, o Gugu (ambos do IMPA), Ralph Teixeira (UFF) e Nicolau Saldanha (PUC-Rio), entre outros".
Membro titular da Academia Brasileira de Ciências desde 1963, foi diretor do IMPA em três períodos (1969-71, 79-80 e 1989-93), presidente da Sociedade Brasileira de Matemática (1973-75) e integrou o Conselho Nacional de Educação e o Conselho Superior da Faperj. Recebeu a Ordem do Mérito Científico na Classe Grã-Cruz, da Presidência da República, e o Prêmio Anísio Teixeira, do MEC.
O jovem Elon fez sua formação inicial no Ceará e no Rio de Janeiro. Ao chegar ao Rio, presenciou a fundação do IMPA, por Leopoldo Nachbin e Maurício Matos Peixoto. Obteve os graus de mestrado e doutorado na prestigiosa Universidade de Chicago, onde especializou-se em Topologia Algébrica, entre 1954 e 1958, e recebeu o Prêmio Edna M. Allen.
Após voltar ao Brasil, tornou-se pesquisador do IMPA. Com uma bolsa Guggenheim, esteve em Princeton e Columbia e foi influenciado pelo norte-americano Stephen Smale, ganhador da medalha Fields. Nessa época, obteve resultados pioneiros no campo de vetores comutativos. Foi professor da UnB, de onde pediu demissão em 1965, após o início do Regime Militar. Foi Elon que abriu o caminho para outros pesquisadores do IMPA, como Jacob Palis e César Camacho, serem orientados por Smale – hoje pesquisador honorário do IMPA.
Além de pesquisador de alto nível, Elon sempre compreendeu a importância da divulgação da Matemática e da formação de professores, áreas em que desempenhou um papel de protagonista nacional. Colaborou para estruturar os cursos de licenciatura, bacharelado e pós-graduação Universidade Federal do Ceará, de onde recebeu, em 89, o título de Professor Honoris Causa. Ele também era doutor Honoris Causa da Universidade Federal de Alagoas.
Idealizou e dirigiu as coleções “Projeto Euclides” e “Coleção Matemática Universitária” e foi o criador, em 1990, do PAPMEM (Programa de Formação e Aperfeiçoamento de Professores do Ensino Médio), que continua ativo e já beneficiou mais de 20 mil professores do país. Talvez porque tenha sido justamente na Educação Básica o início de sua brilhante trajetória de matemático, como professor, aos 18 anos, no Ginásio Farias Brito e no Colégio Estadual do Ceará.
Elon era casado com Carolina Celano e tinha cinco filhas da primeira união, com Valdece. O velório será a partir das 9h, e o enterro às 16h desta segunda-feira (8), no Cemitério da Penitência, no Caju.

   


quinta-feira, 4 de maio de 2017

Palestra em comemoração ao Dia nacional da MATEMÁTICA


O GPEHM em conjunto com o LABMATEN/UECE está organizando a palestra em comemoração ao dia 6 de maio, Dia nacional da Matemática.
A participação é limitada aos 50 primeiros que chegarem no local da palestra...

sábado, 29 de abril de 2017

Mais uma publicação...



História nas Aulas de Matemática: fundamentos e sugestões didáticas para professores do Prof. Dr. Miguel Chaquiam (UEPA) e Prof. Dr. Iran Abreu Mendes (UFRN) (Baixe Aqui)

sexta-feira, 28 de abril de 2017


GPEHM se faz presente no XII SNHM

Aconteceu entre os dias 09 a 12 de abril de 2017 o XII Seminário Nacional de História da Matemática (SNHM) na Universidade Federal de Itajubá, campus Itajubá-MG. O SNHM é um evento que prioriza a divulgação de estudos e pesquisas sobre História da Matemática a professores dos vários níveis educacionais, alunos de graduação e pós-graduação, bem como a todos os interessados nessa temática.
Nessa edição, estavam presentes membros do GPEHM, tais como, Antonia Naiara de Sousa Batista (PGECM/IFCE), Eugeniano Brito Martins (PGECM/IFCE), Isabelle Coelho da Silva (PGECM/IFCE) e Ana Carolina Costa Pereira (UECE/IFCE). Na ocasião,  foram apresentados 1 minicurso, 2 comunicações orais e 9 pôsteres.
 


Ao final, foi decidido que o próximo Seminário Nacional de História da Matemática (XIII SNHM) será na Universidade Estadual do Ceará, no Campus Fortaleza-CE nos dias 14 a 17 de abril de 2019!